O urgente e o necessário

Série: “A Carta de Judas, Irmão de Jesus”.

Texto: Sergio de Souza.

Judas, irmão de Tiago, também irmão de Jesus e dele servo (v. 1) escreve que estava ansioso para escrever, aos destinatários da carta, sobre a salvação que compartilhavam, a Salvação em Jesus. Porém sentiu que era necessário e urgente alertá-los sobre os falsos mestres que estavam dissimuladamente infiltrados entre eles. Optou por escrever sobre o “urgente”, que é o alerta sobre estes falsos mestres, lobos em pele de cordeiro, que induzem a igreja ao erro.

Judas, 3, 4

3 Amados, embora estivesse muito ansioso por lhes escrever acerca da salvação que compartilhamos, senti que era necessário escrever-lhes insistindo que batalhassem pela fé de uma vez por todas confiada aos santos.
4 Pois certos homens, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraram-se dissimuladamente no meio de vocês. Estes são ímpios, e transformam a graça de nosso Deus em libertinagem e negam Jesus Cristo, nosso único Soberano e Senhor.

A descrição dos falsos mestres, que vem a seguir, não fica devendo, em nada, ao que vemos diária e constantemente. Só não enxerga quem está de olhos vedados pelo engano ou quem não quer enxergar, por conveniência.

Assista ao vídeo e analise.

.

IV

Deixe um comentário


CAPTCHA Image
Play CAPTCHA Audio
Reload Image