Introdução Bíblica

Série: “Criticismo Bíblico”

A Bíblia é o livro mais importante do mundo. É um dos mais antigos livros que existe, mas ainda continua sendo um livro atualizado para o homem contemporâneo.

A Bíblia é uma verdadeira biblioteca – ela contém sessenta e seis livros, escritos por mais ou menos quarenta autores, abrangendo um período de aproximadamente mil e seiscentos anos. As mensagens que estes sessenta e sies livros têm são as mais significativas para o ser humano. A Bíblia trata das perguntas mais profundas do ser humano – questões filosóficas e históricas de nossa origem. A Bíblia nos ajuda a entender por que sofremos e qual é a raiz do problema do Mal. 

Entretanto, a mensagem da Bíblia, como um todo, é muito positiva. Ela é o livro mais usado no mundo na busca da paz e da felicidade. As Escrituras falam sobre o Deus criador que atua soberanamente sobre a terra; Ele sabe os mínimos detalhes de tudo e o que acontece e tem controle final sobre todos os eventos. A Bíblia ensina que Deus está atento às nossas necessidades. A Bíblia é cheia de esperança: ela relata a vitória final sobre todo mal e sofrimento. Deus promete novos céus e uma nova terra sem lágrimas e sem dor.

A Bíblia é um livro fantástico. Ela contém histórias emocionantes, como Davi contra Golias, Daniel numa cova de leões, Jesus curando leprosos… Dentro da biblioteca da Bíblia temos lições práticas. Temos, por exemplo, um livro inteiro sobre relacionamentos pessoais (O livro Cântico dos Cânticos – Cantares de Salomão), que demonstra o Amor Ideal. A Bíblia tem princípios para nos ajudar em nossa comunicação, nosso trabalho e como devemos cuidar dos nossos filhos.

Enfim a Bíblia não se assemelha a nenhum outro livro do mundo. Ela é única. Nenhum outro livro exerceu tanta influência sobre a sociedade. Ame sua Bíblia,  leia-a, estude-a e faça dela instrumento de sua meditação. Ela nos garante que se fizermos isso nossa vida “será como a árvore plantada junto a corrente de águas a qual dá o seu fruto na estação própria e cujas folhas não caem (Salmo 1:3).

Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. – Sl 1:3

A Bíblia é chamada a palavra de Deus, e não tem esse nome à toa. Embora tenha escritores diferentes, a Bíblia tem Deus como seu autor principal:

“Toda escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado, para toda boa obra” – 2 Tm 3:16-17.

O fato da inspiração das Escrituras nos leva a ter uma visão panorâmica da Bíblia como um só o livro. Isso é por “que por detrás e por debaixo da Bíblia, acima e além da Bíblia, está o Deus da Bíblia”, O fato da Bíblia ser revelação de Deus nos mostra que as Escrituras são muito mais do que uma coleção de livros, histórias e versículos isolados. Enfim, a Bíblia é uma história só – a história do Deus Santo, Poderoso e Bondoso, agindo como um pai amoroso para com o ser humano. Gênesis, que registra queda do homem e o propósito de Deus para o ser humano, tem a sua alegre resposta no final da Bíblia (Apocalipse 21 e 22). A Bíblia é uma história de amor a Redenção do ser humano.

  • Número de versículos: 31.102;
  • Número de capítulos: 1.189;
  • Capítulo mais longo: Salmo 119;
  • Capítulo mais curto: Salmo 117;
  • Versículo mais longo: Ester 8:9
  • Versículos mais curtos: Êxodo 20:13 e João 11:35;
  • Livro mais longo: Salmos (150 “capítulos”);
  • Livro mais curto: 2 João (13 versículos);

Cristo cita livros do Antigo Testamento:

  • Em Mateus, há 19 citações do AT;
  • Em Marcos, há 15 citações;
  • Em Lucas, 25 citações;

Os autores (na verdade, escritores, porque o autor é o Espírito Santo) do Nt citam o VT:

  • Romanos 1:17 cita Habacuque 2:4;

Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé. – Rm 1:17

Eis que a sua alma está orgulhosa, não é reta nele; mas o justo pela sua fé viverá. – Hc 2:4

  • Hebreus 6:17 cita Salmo 110:4;

Por isso, querendo Deus mostrar mais abundantemente a imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se interpôs com juramento; – Hb 6:17

Jurou o Senhor, e não se arrependerá: tu és um sacerdote eterno, segundo a ordem de Melquisedeque. – Sl 110:4

  • Hebreus 7:1 cita Gn 14:18-20;

Porque este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou; – Hb 7:1

E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo. E abençoou-o, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra; E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo. – Gn 14:18-20

  • Hebreus 8:12 cita Jeremias 31:34

Porque serei misericordioso para com suas iniqüidades, E de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais. – Hb 8:12

E não ensinará mais cada um a seu próximo, nem cada um a seu irmão, dizendo: Conhecei ao Senhor; porque todos me conhecerão, desde o menor até ao maior deles, diz o Senhor; porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados. – Jr. 31:34

Apocalipse 1:7 cita Zacarias 12:10

Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém. – Ap 1:7

Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e prantearão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito. – Zc 12:10

Fonte: Apostila de Criticismo Bíblico – Professor Ademir Caitano Alves – FTBSP – 2000

.

.

I

Deixe um comentário


CAPTCHA Image
Play CAPTCHA Audio
Reload Image